Perfil epidemiológico da hanseníase no município de Cajazeiras-PB: recorte temporal de 2011 a 2020
PDF

Palavras-chave

Doenças Negligenciadas. Epidemiologia. Notificação de Doença.

Resumo

Propôs-se analisar o perfil epidemiológico dos casos de hanseníase no município de Cajazeiras-PB, entre os anos de 2011 a 2020. O estudo foi retrospectivo, descritivo, com abordagem quantitativa. A busca foi virtual a partir da plataforma Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN). Selecionou-se a quantidade de casos notificados por idade, sexo, ano e nível de escolaridade. No total, foram identificados 379 casos de pessoas acometidas pela Hanseníase no município de Cajazeiras-PB no recorte temporal determinado. Foi traçado um perfil epidemiológico da hanseníase no período de 2011 a 2020, com uma população de 379 acometidos. Destes, 232 (61%) eram do sexo masculino, com prevalência de indivíduos com idade entre 30 a 39 anos e um alto índice entre aqueles que têm da 1ª a 4ª serie incompleta do ensino fundamental (16%). Os achados permitem direcionar as ações para as populações com maior vulnerabilidade à doença negligenciada.

PDF

Autorizo com base no disposto na Lei Federal nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 e na Lei n o
10.973, de 2 de dezembro de 2004, a Biamah - Bioethics Archives, Management and Health a
disponibilizar gratuitamente sem ressarcimento dos direitos autorais, o documento supracitado,
de minha autoria, na homepage biamah.com.br para fins de leitura e/ou impressão pela
Internet a título de divulgação da produção científica.